Escolhemos como símbolo, como inspiração para nosso caminhar com o Reiki, a carpa. "A carpa japonesa (koi) tem a capacidade natural de crescer de acordo com o tamanho do seu ambiente. Assim, num pequeno tanque, ela geralmente não passa de cinco ou sete centímetros -- mas pode atingir três vezes esse tamanho, se colocada num lago. Da mesma maneira, as pessoas têm a tendência de crescer de acordo com o ambiente que as cerca. Só que, neste caso, não estamos falando de características físicas, mas de desenvolvimento emocional, espiritual e intelectual.
Enquanto a carpa é obrigada, para seu próprio bem, a aceitar os limites do seu mundo, nós estamos livres para estabelecer as fronteiras de nossos sonhos. Se somos um peixe maior do que o tanque em que fomos criados, em vez de nos adaptarmos a ele, devíamos buscar o oceano -- mesmo que a adaptação inicial seja desconfortável e dolorosa".


 

Conheça o Reiki Master

 


José Francisco é Mestre em Reiki pelo sistema Gendai Reiki Ho desde início de 2018. Membro certificado pela Gendai Reiki Network do Japão [https://www.gendaireiki.or.jp/english/link.html]. Em constante busca pelo aprimoramento e aprofundamento de seus conhecimentos e experiências em Reiki, em dezembro/2018, cursou níveis 1 e 2 (Shoden e Okuden) com Frank Arjava Petter, em SP, dentro da linhagem japonesa Jikiden Reiki. Possui também formação em Técnicas Tradicionais Japonesas de Reiki (por Frank Arjava Petter, em dez/2017). Frequentou, desde 2002, os níveis 1, 2 e 3 em diversas linhagens do Sistema Tradicional Ocidental (uma delas pela Associação Brasileira de Reiki).  É pianista e Doutor em Música pela Unicamp.

"Olá!  Sou pianista, dou aulas de Música e trabalho com cantores líricos e Corais em Campinas. Sou conhecido no meio artístico como Chiquinho Costa. Meu caminho com o Reiki começou em 2002, quando fiz meu primeiro curso nos níveis 1 e 2. Buscava expandir meu conhecimento em técnicas naturalistas de saúde e tinha especial predileção pela cultura oriental. Nessa época praticava Yoga e já cuidava da minha saúde com florais de Bach e homeopatia, ou seja, o Reiki veio para somar. Em 2003 reciclei o nível 1. Depois, por conta do meu doutorado em Música, o Reiki ficou meio abandonado entre 2007 e 2014, mas nunca esquecido. Em 2016 refiz níveis 1 e 2, e segui pro nível 3, já sabia que queria ser instrutor. Comecei a estudar muito, comprei livros, pesquisei na internet, refiz os 3 níveis em outra linhagem e fui percebendo que havia diferenças entre os Mestres e entre os sistemas de ensino. Buscava a 'fonte', por isso me encontrei no Gendai Reiki Ho e no início de 2018 fiz meu Mestrado com um instrutor japonês (Sergio Yoshiaki Sugimoto), que morava no Japão e fez toda sua formação lá, o que pra mim foi muito significativo. Continuando meu aprendizado, e encantado com a fonte imensurável de conhecimento e amor pelo Reiki de Frank Arjava Petter, fiz nova formação nos níveis 1 e 2 com o mestre alemão, na linhagem considerada atualmente a mais fiel aos ensinamentos do Dr. Hayashi, chamada Jikiden Reiki. E agora em 2019, tive minha formação reconhecida e certificada pela Gendai Reiki Network do Japão, uma ONG fundada em 2005 que vem promovendo e apoiando Mestres em Gendai Reiki Ho por todo mundo."